cuidado

cuidado
Dicas de prevenção contra o coronavírus

quinta-feira, 17 de janeiro de 2019

Polícia Civil conclui inquérito sobre a morte do prefeito de Davinópolis


O inquérito policial sobre a morte do prefeito de Ivanildo Paiva foi concluído e entregue, nesta quinta-feira (17), no Fórum de Imperatriz pela Polícia Civil, por meio do Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa – DHPP.

O inquérito teve início no dia 11 de novembro de 2018, resultou em seis volumes e, de início, em 8 prisões temporárias.

De acordo com o delegado Praxisteles Martins, apenas 6 tiveram a prisão requerida, dois foram postos em liberdade porque não foram comprovadas as suas participações no crime.

Entre os presos está o vice-prefeito, Rubem Firmo apontado como o mandante do crime.

O trabalho foi feito pelo Departamento de Homicídios do Interior – DHI, a cargo do delegado Jeffrey Furtado e pelo Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa – DHPP de Imperatriz que tem coordenação do delegado Praxísteles Martins; os dois departamentos vinculados à Superintendência de Homicídios e Proteção à Pessoa – SHPP.

Crime

O corpo do prefeito de Davinópolis, Ivanildo Paiva, foi encontrado em um matagal no povoado Mata Grande, no dia 11 de novembro de 2018. O veículo de Ivanildo Paiva, uma caminhonete branca, foi localizado próximo a uma propriedade dele em uma rodovia estadual que dá acesso à cidade. Já uma caminhonete de cor preta, com registro de roubo e chassi raspado, foi abandonada próximo à mata do 50° Batalhão de Infantaria de Selva em Imperatriz, com o celular da vítima dentro do veículo. O crime chocou a cidade, que tem pouco mais de 12.500 habitantes.
Inforfmaçoes do ma10.com.br

Nenhum comentário:

Postar um comentário