cuidado

cuidado
Dicas de prevenção contra o coronavírus

segunda-feira, 24 de setembro de 2018

2ª FASE DA OPERAÇÃO RASTREIO 02: Operação Conjunta das Polícias Apreende Material e Identifica Mais Pessoas Supostamente Envolvidas no Assalto ao Caminhão dos Correios.

 CONDUZIDOS: ITAMAR GONÇALVES LIMA, CARLA (irmã do Canetão), JHONATHA RIBEIRO DINIZ, LEONARDO BARROS DE SOUSA; FABRÍCIO e LEANDRO.

Em trabalho conjunto entre a Polícia Civil de Açailândia (coordenada pelo Delegado Regional Dr. Murilo Lapenda), Polícia Federal (Agente Federal Paulo Calegare) e Polícia Militar (comandado pelo Tenente Coronel Diniz 26° BPM através de suas equipes do Serviço de Inteligência), em parceria com a Polícia Rodoviária Federal PRF Nogueira. Deram prosseguimento as investigações da “OPERAÇÃO RASTREIO 02”. Durante a 

manhã desta segunda-feira, 24/09, com objetivo de identificar os demais integrantes do bando que participou do assalto ao caminhão dos correios na região conhecida como reta, nesta urbe, bem como apreensão dos demais produtos da empreitada criminosa, a equipe do serviço de inteligência da Polícia Militar identificou através do proprietário do veículo FIAT UNO MILE FIRE FLEZ 2007/2008, COR PRETA, PLACA: HYJ-2214, que o indivíduo que comprovou o referido veículo é nacional ITAMAR, este é parente do indivíduo conhecido como JONAS DA SILVA SOUSA; QUE, JONAS DA SILVA SOUSA fora preso e autuado em flagrante no dia 22/09/2018, com objetos subtraído do caminhão dos correios; QUE, por este motivo começaram a diligenciar com a finalidade de localizar ITAMAR; QUE, hoje, 24/09/2018, por volta das 11h36min, lograram êxito em localizar o paradeiro de ITAMAR; QUE, ele estava em um residência no bairro Flávio Dino; QUE, ao ser 


abordado ITAMAR inicialmente negou participação na empreitada criminosa, contudo por meio das inconsistências da versão apresentada por ele, ITAMAR decidiu colaborar, momento em que informou que a nacional CARLA, irmã de JONAS DA SILVA SOUSA, havia ligado a ele, para informar que o indivíduo conhecido como “CHAPÉU PRETO” iria buscar o veículo cruze, de cor preta, placa: OLN-0406, veículo este que fora utilizado para transportar a carga roubada, contudo este veículo não havia sido apreendido no dia 22/09/2018, mas foi apreendido na data de hoje; QUE, além disso, ITAMAR informou o endereço aonde CARLA poderia ser encontrada, é dizer, a (kit-net) quitinete betel, localizada na rua Goiás, próximo ao posto de gasolina Vitor; QUE, então deslocaram até o local indicado por ITAMAR; QUE, ao chegar no local, procuraram informações sobre o local exato da (kit net) quitinete de CARLA; QUE, vizinhos informaram que a (kit net) quitinete dela 


ficava ao final do corredor; QUE, ao chegar na referida (kit-net) quitinete encontraram os indivíduos; JHONATHA RIBEIRO DINIZ e o indivíduo; LEONARDO BARROS DE SOUSA; QUE, JHONATHA RIBEIRO DINIZ, é irmão de CARLA; QUE, ao se identificar como Policial Militar, ambos informaram que a equipe poderia ingressar na (kit-net) quitinete; QUE, nesse momento, em uma (kit-net) quitinete que ficava abaixo, CARLA, LEANDRO e FABRÍCIO foram vistos saindo dessa (kit-net) quitinete; QUE, por esse GU percebeu que os três estava tentando sair do local, momento em que ele impediu a saída dos três indivíduo; QUE, ao realizar uma busca na quitinete (kit-net) em que CARLA, LEANDRO e FABRÍCIO saíram, perceberam que havia diversos produtos eletrônicos novos, inclusive um dos produtos constava endereço de entrega, possivelmente produto subtraído do caminhão do correio; QUE, LEANDRO e FABRÍCIO se edificaram  como advogados, justificando suas presenças na (kit-net) quitinete em razão de serviços advocatícios; QUE, eles 

estavam no local pois seriam contratados para defender os indivíduos que foram presos por roubar o caminhão dos correios no dia 22/09/2018; QUE, sobre a origem dos produtos apreendidos, apenas o conduzido LEANDRO respondeu que estava na condição de advogado, mas nada respondeu sobre a origem dos produtos; QUE, os demais conduzidos ficaram calados; QUE, no momento de dar voz de prisão dos envolvidos, LEANDRO disse para não conduzir FABRÍCIO e LEONARDO, pois informaria o local aonde o veículo cruze estaria; QUE, além disso, LEANDRO informou que LEONARDO seria o seu motorista; QUE, a equipe do serviço de inteligência da Polícia Militar conduziu os envolvidos para prestar esclarecimentos na Delegacia de Polícia Civil. Nada mais disse, nem lhe foi perguntado. Todos os envolvidos foram entregues na 9ª Delegacia Regional de Polícia Civil de Açailândia juntamente com os produtos encontrados no local.

Com Informações do 26° Batalhão de Polícia Militar de Açailândia - Força & Honra.
 Do Blog Folha de cuxa

Nenhum comentário:

Postar um comentário