quinta-feira, 14 de junho de 2018

Presos mais sete membros de facção criminosa responsável por 3,5 toneladas de maconha apreendidas em 2017


A grande quantidade de maconha, apreendida em São José de Ribamar, foi avaliada em mais de R$ 5 milhões
A Superintendência Estadual de Repressão ao Narcotráfico (Senarc) deflagrou, nesta quinta-feira (14), a “Operação Falcão”, em vários bairros da capital maranhense, resultando na prisão de sete pessoas envolvidas em grandes carregamentos de drogas. Os presos integram uma organização criminosa responsável por 3,5 toneladas de maconha apreendidas em 2017, em São José de Ribamar. Na primeira operação, foram apreendidos 3.200 kg, em setembro, e mais 300 kg, em outubro. Toda a droga foi avaliada em mais de R$ 5 milhões.

Os presos foram identificados como Kamila Daniele dos Santos, natural de Tocantins; Raimundo de Jesus Chaves Neto, o “Neto”, considerado o líder da Orcrim; Fábio Júnior Santos Sousa, o “Fabinho”; Asenilson Pinheiro dos Santos; Francisco Pereira Rodrigues, o “Porquinho”; Alan Cardoso Pereira e Nilmara Pinheiro Barros. Cada um deles era responsável por setores dentro da organização, como contabilidade, logística e escolta durante o transporte dos tabletes em veículos.
Na apresentação dos presos, na manhã desta quinta-feira (14), o delegado Jean Algarves, da Senarc, explicou que, após a apreensão dessa grande quantidade de  maconha no ano passado, quando quatro pessoas foram presas em flagrante, as investigações tiveram continuidade, descobrindo-se que não se tratava apenas de um pequeno grupo. Ele frisou que, na verdade, era uma organização criminosa (Orcrim) que integrava a facção Bonde dos 40, responsável por abastecer vários pontos da ilha com entorpecentes.

Na casa de Fábio Júnior, os policiais encontraram um revólver calibre 38, contendo seis munições intactas. O objetivo, agora, é identificar e prender os outros envolvidos nessa organização criminosa, que atua em rede dentro da estrutura do Bonde dos 40.

Os presos foram encaminhados ao  Complexo Penitenciário de Pedrinhas, onde ficarão à disposição do Poder Judiciário.

Os presos em 2017
Na operação que apreendeu 3,2 toneladas de maconha, no dia 22 de setembro de 2017, no bairro Miritiua, em São José de Ribamar, foram presos quatro traficantes. Eles foram identificados como Denílson Castro dos Santos, 30 anos, de São Luís; Pablo Hernandes Ferreira, 33 anos, de Marabá, no Pará; Walt Rafael Sousa de Araújo, 33 anos,de Teresina, no Piauí; e Rodrigo Alves de Oliveira, 32 anos, de Porto Nacional, no Tocantins.
 Do Blog Gilberto lima


Nenhum comentário:

Postar um comentário