sábado, 2 de junho de 2018

Preso mais um envolvido na morte do soldado bombeiro Rafael Vila Nova

Ailton Araújo Rocha foi preso em Brejo Grande do Araguaia, no Pará
 O segundo envolvido na morte do soldado do Corpo de Bombeiros Rafael Pereira Vila Nova, assassinado a tiros no dia 27 de abril, em Balsas, foi preso por volta de meio-dia de sexta-feira (1º) na cidade de Brejo Grande do Araguaia, no Pará. 

Ele foi identificado como Ailton Araújo Rocha, conhecido como "Gago", que já estava com mandado de prisão preventiva expedido pela justiça do Maranhão. O assassino estava em companhia de Aldo Ferreira Dos Santos. Com eles, foram encontrados dois quilos de maconha.
Segundo relatos da equipe que participou da prisão de Ailton, PMs do serviço de inteligência da Polícia Militar do Tocantins informaram que Ailton estava escondido na fazenda do Sr. Vagmel localizada na vicinal OP3, zona rural do município. "Saímos em diligência ao local onde o mesmo tentou se evadir. Saímos em perseguição vindo a interceptar o elemento nas proximidades da vila Metade", disse um dos policiais.

Os dois presos e o material apreendido foram apresentados na DEPOL de Brejo Grande do Araguaia para autuação em flagrante.

O crime

O soldado do CBMMA Rafael Pereira Vila Nova foi vítima de latrocínio, roubo seguido de morte, na noite do dia 27 de abril, no município de Balsas, a 810 Km de São Luís.
Segundo a polícia, ele foi assassinado por dois homens que diziam estar interessados em comprar uma caminhonete que o bombeiro colocou à venda em um grupo de classificados na internet.

Ainda de acordo com a polícia, o soldado e o irmão dele foram atraídos para uma rua que fica situada em frente ao Hospital Macrorregional de Balsas por dois homens que se diziam interessados em comprar a caminhonete que ele tinha colocado à venda.

No local, eles entraram na caminhonete e chegaram a dar uma volta na cidade para fazer um teste drive. Num determinado momento, foi anunciado o assalto. Houve reação e o bombeiro foi assassinado com três tiros dentro do veículo.

O corpo de Rafael Pereira Vila Nova foi jogado fora do veículo na Avenida Contorno, no município, próximo da BR-230. O irmão dele, que não teve a sua identidade revelada, conseguiu escapar dos criminosos.

Os assaltantes fugiram em direção a cidade de Riachão, a 920 Km da capital, e abandonaram a caminhonete na entrada para o município de Nova Colinas.

A prisão de outro envolvido
Um dos envolvidos no assassinado do soldado Rafael foi capturado no final da tarde de 29 de abril, dois dias após o crime. Ele estava entre o Matadouro e a localidade Santa Elisa, em Balsas.

A prisão do assassino somente foi possível graças a denúncias feitas por pessoas que residem próximos à BR 230, na região urbana de Balsas, que afirmaram tê-lo visto ainda por volta de 11h3, pedindo carona na rodovia.

A informação movimentou a corporação do 4º Batalhão da Polícia Militar e Corpo de Bombeiros em um cerco à região entre Matadouro e Santa Elisa, com apoio de um helicóptero. O segundo envolvido conseguiu escapar ao cerco policial.
Do Blog Gilberto lima

Nenhum comentário:

Postar um comentário