cuidado

cuidado
Dicas de prevenção contra o coronavírus

sábado, 27 de maio de 2017

Uma noite de festa marcou a abertura oficial da 1ª Feira do Couro e Artesanato de Ribeirãozinho

 O evento, promovido pelo Governo do Maranhão, por meio das Secretarias de Indústria, Comércio e Energia (Seinc) e de Ciência, Tecnologia e Inovação (Secti), conta com apresentações culturais, exposição de produtos derivados do couro, cursos e palestras, e é considerado um marco nas ações de fomento da cadeia do couro, coordenadas pela Seinc.

A Feira, que conta com parceira da Prefeitura Municipal de Governador Edison Lobão e do Sindicato das Indústrias de Curtimento de Couros e Peles (Sindicouro), tem a proposta de divulgar os trabalhos desenvolvidos pelo Governo, que incluem qualificação profissional, incentivo ao empreendedorismo, apresentando à população da região, os principais produtos fabricados na cidade, considerada o maior polo coureiros do Norte/Nordeste.

"Ribeirãozinho tem um grande potencial no ramo coureiro, mas que estava esquecida. O governador Flávio Dino abraçou essa iniciativa, e, hoje, a Feira representa que estamos no caminho certo para o fortalecimento da cadeia e para a geração de emprego e renda", disse o secretário de Indústria, Comércio e Energia, Simplício Araújo.

Durante o evento, estão sendo expostos e comercializados os principais produtos em couro e artesanato fabricados em Ribeirãozinho, como botas, bolsas, cintos, selas, carteiras, sandálias. Além de oportunidades de negócios para novos empreendedores do setor, que poderão ter acesso às linhas de créditos bancários e facilidades para aquisição de máquinas especiais para confecção de produtos em couro, por meio do atendimento prestado nos estandes do Banco do Nordeste, Banco do Brasil e Basa, no decorrer do feira.

O presidente do SindCouro, Adão Gonçalves, ressaltou a importância das ações de Governo para o polo coureiro da Região. "Com essa parceria nos só temos a decolar com mão de obra e trabalho para nossa cidade".

O Maranhão possui o 2º maior rebanho do Nordeste e está em 11º lugar no ranking brasileiro de rebanho bovino, com 7,6 milhões de cabeças. Paralelo a isso, é o 13º maior exportador de couro do país e possui a 4ª maior produção nacional da matéria prima. Condições favoráveis como estas, colaboram para que a Cadeia do Couro se desenvolva cada vez mais, proporcionando uma excelente oportunidade de negócios para investidores.

O prefeito da cidade, Geraldo Braga, aproveitou a oportunidade para destacar o papel do Governo do Estado no município. "A força da gestão do governador Flávio Dino, que viu nosso potencial e trouxe uma série de ações para o nosso município, para gerar emprego para nossa cidade".

Além das ações da Seinc no âmbito da cadeia do couro, a cidade recebeu serviços de recapeamento asfáltico que estão sendo realizados pela Secretaria de Estado da Infraestrutura (Sinfra), além da implantação do primeiro Instituto de Educação, Ciência e Tecnologia do Maranhão (Iema), voltado para a cadeia produtiva, iniciativa da Seinc e Secretaria de Ciência, Tecnologia e Inovação (Secti), que também vai ministrar várias palestras no decorrer do evento.

"Esse evento é importante pois confirma a vocação de Ribeiraozinho para o couro. O Iema, este evento, e a parceria com a Seinc, temos tudo para transformar esse polo coureiro em um dos maiores do país", afirmou o secretário adjunto da Secti, André Bello.

Certificação

Durante a feira, alunos dos cursos promovidos pela Unidade Móvel Couro e Calçados - parceria entre Seinc e Serviço Nacional de Apoio e Aprendizagem (Senai), receberam os certificados de conclusão de curso. Além disso, os alunos e ex-alunos foram homenageados pelo Governo do Estado com a entrega de uma placa simbólica.

Além das autoridades do Governo do Estado e da Prefeitura da cidade, participaram do evento, o Presidente da Federação das Indústrias do Estado do Maranhão (Fiema), Edílson Baldez , e o prefeito de Montes Altos.

Por. Mayara Rêgo/Adriano Martins

Nenhum comentário:

Postar um comentário