cuidado

cuidado
Dicas de prevenção contra o coronavírus

sexta-feira, 20 de maio de 2016

Polícia apresenta as pessoas que comandaram os ataques a ônibus de dentro e fora de Pedrinhas

Cinco presidiários comandaram de Pedrinhas os ataques ontem à noite a cinco ônibus e hoje mais dois na região Metropolitana de São Luis. Do lado de fora, sete obedeceram a ordem do comando da facção criminosa e também já estão recolhidos;  dentre eles duas mulheres. Três deles participaram também dos incêndios aos coletivos no ano de 2014, quando morreu queimada a menor Ana Clara, der seis anos.

“Esses criminosos foram presos na ocasião do primeiro evento, há dois anos, e deveriam permanecer presos. Querem implantar o mesmo clima de terror que houve em 2014, mas isso não será aceito”, afirmou, afirmou o secretário de Segurança Pública, delegado Jefferson Portela ao jornal Estadão, de São Paulo.
Por determinação do governador Flávio Dino, que acompanhou tudo do Palácio dos Leões, a polícia não deu trégua aos marginais e fez várias intervenções por terra e pelo ar. No Ipase uma ação foi abortada pelos policiais que tiveram que ir buscar bandidos dentro do Mangue. Na cidade Olímpica o CTA passou a manhã e tarde monitorando, assim como em vários outros bairros.

Na foto acima, os bandidos que estão de cor laranja são os que já estavam em Pedrinhas e o restante estava fora executando as ações criminosas.

Veja abaixo os nomes dos bandidos:

Dentro de Pedrinhas:
Wandeley Moraes (Paiakan)
Carlos César Viegas (Carlito)
Henrique Borges Chagas (Black)
Eliakim Davila Machado (Sadrak)
Leandersson Nonato dos Santos (Léo Pirento)

Os que estavam executando fora
Welington José Almeida
Benta Azevedo Souza
Rayan Vitor Nogueira
Janilson Nunes Ribeiro
Bruno Sá Pereira
Alciane Pereira Brandão

Fonte: Blog do Luis Cardoso

Nenhum comentário:

Postar um comentário