cuidado

cuidado
Dicas de prevenção contra o coronavírus

quinta-feira, 20 de novembro de 2014

Vereador é preso por fazer sexo com adolescentes

Político, que estava em Rondônia, voltou a Apuí para depor e foi detido.
Perícia confirmou que não há edição nos vídeos; ele não comentou caso.

O vereador Jadson Martins de Oliveira foi preso, na tarde desta quinta-feira (20), ao comparecer à delegacia de Apuí para prestar depoimento. Ele começou a ser investigado após aparecer em dois vídeos de sexo com adolescentes. As imagens denunciadas à polícia passaram por perícia e foi confirmado que não havia manipulação nos vídeos. Três vítimas foram ouvidas na delegacia do município, localizado a 435km da capital amazonense.
Em entrevista ao G1, o delegado Francisco Rocha revelou que o mandado de prisão foi expedido durante a semana. Como Jadson não estava no município, ele foi preso ao prestar depoimento. "Ele foi notificado, no início da semana, para ser interrogado hoje. Ele se apresentou, acompanhado dos advogados, e neste período foi decretada a prisão preventiva dele, então a gente aproveitou para cumprir a ordem judicial", afirmou.
Durante o depoimento, de acordo com Rocha, o vereador não comentou os vídeos. "Ele se reservou ao direito de permanecer em silêncio e disse que só vai se pronunciar em juízo", explicou o delegado.
Jadson Martins deve permanecer detido na carceragem da Delegacia de Apuí, aguardando decisão judicial. Ele já havia sido afastado da Câmara Municipal de Apuí na segunda-feira (17), quando foi aberta Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) para investigá-lo. O vereador também foi afastado do partido ao qual era filiado (PSB), na terça-feira (18).

O vereador deve responder pelo crime no Artigo 240 do Estatuto da Criança e Adolescente (ECA), que prevê pena para quem produzir, reproduzir, dirigir, fotografar, filmar ou registrar, por qualquer meio, cena de sexo explícito ou pornográfica, envolvendo criança ou adolescente.
Marina Souza Do G1 AM

Nenhum comentário:

Postar um comentário