cuidado

cuidado
Dicas de prevenção contra o coronavírus

terça-feira, 19 de agosto de 2014

Era só o que faltava: Justiça manda soltar médico que atropelou e matou sargento

O médico Marco Andre Carneiro Salomão, que atropelou o sargento da Polícia Militar João Eudes Barros Carneiro no último domingo (17),  teve pedido de Habeas Corpus aceito.  Marco  foi preso em flagrante  no momento do acidente, ele apresentava sinais de embriaguez e, segundo testemunhas, estava dirigindo em alta velocidade na contramão.
Trata-se de Habeas Corpus com pedido de liminar impetrado em plantão judicial por Fredericvo de Abreu Silva Campos em favor de Marco Andre Carneiro Salomão contra ato do juízo de direito do plantão criminal da comarca de São Luís.
Relata o impetrante que o paciente, de acordo com o auto de prisão em flagrante, conduzia um veículo pela Avenida dos Holandeses, nesta Capital, quando, ao tentar desviar de um outro veiculo terminou por ultrapassar o canteiro central da avenida, invadindo a contramão de direção, oportunidade em que atropelou a vitima João Eudes Barros Carneiro, causando-lhe a morte, razão pela qual foi conduzido ao Distrito Policial, sendo autuado como incurso no crime previsto no art. 121, caput, do Código Penal.

A ordem de Habeas Corpus em favor do paciente, expedindo-se o competente alvará de soltura em seu favor, com a sua ulterior ratificação quando da análise do mérito, para o fim de revogar-se a prisão cautelar do paciente, e ou conceder-lhe a liberdade provisória por direito, tornando, em qualquer caso, definitiva a liminar concedida, ou a concessão de medida cautelar diversa da prisão preventiva

 por CABO BRITO


Nenhum comentário:

Postar um comentário